terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Sou má pessoa se...


(numa conversa casual, há uns dois anos atrás, debatia com um amigo meu os prós e contras de fazer uma tatuagem relacionada com a cara-metade. Ora eu, que na altura estava numa fase menos boa no namoro de então, dizia que era uma palhaçada marcar o nosso corpo com o que quer que fosse da outra pessoa. Porque isto do gostar é susceptível e depois vai-se a ver e acaba tudo e fica lá a fronha ou o nome da outra pessoa. Fui enxovalhada. Mas trucidada, mesmo. "Ah mas isso é uma palhaçada. Porque tu dizes isso porque vê-se logo que nunca gostaste de ninguém. Se acabar, coisa que eu duvido, ao menos é uma lembrança. É uma pessoa muito importante na minha vida e não me quero esquecer dela nunca." Vai não vai, e ele marca uma sessão onde tatua nada mais nada menos que a cara dela no braço. Uma coisa em grande mesmo! Eloquente! Nisto o tempo vai passando. Viajam juntos, compram casa, metem-se em empréstimos juntos. Na passada Sexta-feira ele diz-me que, "ah, afinal acabámos, nem a posso ver, palhaça do caraças, e o pior é que continuamos a viver juntos, isto tá mal, é a crise, é a crise, ninguém nos pega na casa, e não dá para dar o valor de metade, então aqui estamos, eu e a ursa, a viver juntos.")


... me apetecer dizer: EU AVISEI-TE, ÓH MEU GANDA PALHAÇO!

8 comentários:

Desvios (o maior da sua aldeia) disse...

Cá está de novo a lei de murphy em jogo!!! Se o teu amigo se tivesse que divorciar, isso aconteceria no pior momento possível, ou seja quando estamos em crise não se consegue boa guita por uma casa!!! este murphy não falha mesmo!!!!

il lato nero disse...

É uma Estupidez com "E" grande marcar o nosso corpo com qualquer referência a outra pessoa (a não ser em forma de homenagem, aí até entendo.)
É afirmar uma certeza ou eternidade. E isso não está nas nossas mãos.
Eu pelo menos não tenho certeza de nada (nem sequer se 2+2 é igual a 4), e muito menos acho que vou amar alguém para sempre. Pode até acontecer, mas só vou saber se foi para sempre quando estiver a morrer e pensar "eu amei esta pessoa até ao fim". Até lá, não faço a mínima ideia do q pode acontecer.

juliette disse...

Ups, essa história é-me demasiado familiar, acho que conheço as pessoas de quem estás a falar. Será possível???

Ruca! disse...

ahahahah lixou-se bem esse.
nada dura para sempre, já dizia o axl rose.

crème fraîche disse...

hum, n 'concordo' q se tatuem caras ou nomes, mas um desenho q possamos gostar mm depois de finito o namoro...até nem sou 'contra'.


eu por exemplo vou tatuar o peito com FILIPE FÓRÉVÉR, e na coxa a cara dele LOL

R.L. disse...

aiai...

Helena de Troia disse...

Pior, pior foi o que aconteceu a uma amiga minha: Ela e o namorado (de 9 ou 10 anos de namoro) compram casa juntos, dao o sinal e ela descobre nesse dia que ele lhe metia os cornos, e para nao perder a casa, comprou a parte dele e byebye meu querido. Agora esta sozinha naquela casa.. OS HOMENS SAO MESMO PARVALHOES!! BEM FEITO PARA O TEU AMIGO ;P

IandU disse...

É preciso estar mesmo apanhado para fazer uma loucura dessas sem pensar nos contras. Para mais no braço que fica sempre à vista.

Nunca fui de acordo que uma tatuagem fosse uma prova de sentimento. Existem coisinhas bem mais simples...