segunda-feira, 22 de junho de 2009

Benvindos (ou bem-vindos?) ao Mundo dos Estágios.

Infelizmente não vai dar para revelar as coisas como foram, nunca se sabe quem anda a espreitar. Mas vá, usemos da nossa imaginação.

Uma empresa, mas assim daquelas bem grandes, com mãozinhos em tudo o que é importante. Daquelas mesmo grandes, estão a ver? Tipo líder! Portanto, a entrevista - como convém - é numa sala absolutamente equipada com cenas muito à frente, microfones, ar-condicionado e o diabo a quatro. Dá-se ali um curto bla bla bla sobre o cv desta que vos escreve, riso para aqui, riso para ali. Até que chega o momento importante. Quanto é que vai tocar se isto for para a frente?
Senhor Entrevistador - Bem, infelizmente não podemos oferecer remuneração. Infelizmente.
Eu - Huh huh (ah, já me estava a parecer!)
Senhor Entrevistador - É, realmente, impossivel. As coisas como estão, sabe?
Eu - Claro, claro. Estou a perceber (epah, nem acredito que me está a fazer um choradinho enquanto mexe na gravata que não foi comprada na zara homem)
Senhor Entrevistador - O que oferecemos é o almoço. Infelizmente, é só...
Eu - Certo (e eu que estou de dieta? se calhar até dispensávamos o almoço)
Senhor Entrevistador - Mas precisamos de alguém dedicado, que saiba cumprir horários. Porque, em princípio, era para ser de Julho a Setembro. Mas procuramos dedicação!
Eu - Claro, com certeza (dedicação?! dedicação paga-se, meu amiguinho. nem que seja uns 300 euros só para não parecer mal. pode-se pagar pouco... mas sempre se paga, carai!)
Senhor Entrevistador - No fundo, queremos é oferecer a oportunidade de entrar em contacto mais directo com este mundo. Ajudar a adquirir novas valências.
Eu - É exactamente isso que procuro (queres cá ver que ainda lhe vou ter de agradecer por ir trabalhar o Verão sem ver um tostão... só uma sandes mista?!)
Só me f*dem!

11 comentários:

Laetitia disse...

Isto hoje é assim em todo o lado, bah!

Piston disse...

Quando ele diz que o trabalho é grátes, passavas logo para o modo, quem-entrevista-sou-eu.

Andre Simoes disse...

Como eu te percebo tão bem, também eu ando nessa demanda dos estágios. ; D Realmente é tal e qual como dizes, esses senhores quando menos pagarem e menos condições oferecerem melhor, querem a papinha toda feita, quase de graça! ; D Azar o deles, eu cá não me contento com pouco, já recusei dois ou três. A faculdade é que não acha tanta piada. : D

Boa sorte com isso. ; D

Beijinho *

R.L. disse...

join the club, afinal de contas andar a ser mordida por cães a torto e direito nem é mau de todo, ao menos fico em casa, também ninguém me paga, nem almoço! acaba em julho... com direito a umas reconpensações em setembro. dp diz-me onde é!

akacorleone disse...

damn, fico revoltado c a facilidade com que nos exploram...

que tipo de deicação é que esperam de alguem que tem que trabalhar durante o verão a receber almoço e nada mais?
esta palhaçada devia ser proibida, mas pronto...se entrares, procura ao - roubar bastantes post its e agrafadores, um computador seria genial, haahah, stick it to the "man"...

R.L. disse...

oh meu deus um erro: recoMpensações!

Ruca! disse...

é. parece que isso é o prato do dia em todo o lado.
a mim não me apanham lá. vou bem fazer uma tesezeca qq de 60 páginas. estágios não-remunerados escravidão moderna, nem pó.

boa sorte, contudo.

Maria Inês disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria Inês disse...

É por essas e por outras que quando arranjei emprego decidi c*gar nos estágios...
Também não vou ter férias, mas pelo menos pagam-me...
Boa sorte! (Pode ser que depois queiram ficar contigo e ganhes muita bem!!) ;)

kiss kiss*

a estagiária disse...

Ui.. a quantas entrevistas dessas não fui.. São esses senhores que dão mau nome à classe a que pertencem.. Dão-me cá uma raiva!!! A mim é que não me apanham a trabalhar à borlex... às vezes esperar compensa.. eu posso falar por experiência própria..

Pulha Garcia disse...

Os estágios em Portugal são interpretados como acesso a mão de obra gratuita. De qualquer forma, lembra-te que é uma fase e que depois disso a tua carreira continua - hopefully para pradarias mais ricas - pelo que atravessa esse período com calma e paciência. Já muitos passámos por isso.

All the best